Conheça o Jejum Intermitente seus benefícios e porque praticar

Sem dúvidas, manter o peso dentro dos conformes é muito importante e necessário para termos uma saúde cada vez melhor e também garantir a médio e longo prazo que o nosso corpo usufrua de mais vigor e disposição para nossas atividades do dia a dia e todos os benefícios ocasionados por manter uma vida saudável.

Com esse objetivo a prática do Jejum Intermitente a cada dia ganha mais adeptos deste novo estilo alimentar, com a promessa, não apenas de uma forma para emagrecimento, de uma melhor qualidade de vida como veremos mais adiante nesse artigo, alguns motivos para adotar o jejum intermitente.

A maioria das pessoas acreditam na ilusão que deveríamos mantar um padrão alimentar de 3 em 3 horas sem imaginar que no passado nossos antepassados não teriam a facilidade que hoje temos de supermercados, restaurantes, lanchonetes para prover alimentação constantemente.

Veja, antigamente o ato de jejuar era um padrão normal na vida das pessoas, como cultura e mesmo em suas crenças religiosas e essas pessoas, desse tempo, mantinham uma vida muito saudável e viviam por muitos anos.

Como funciona o Jejum Intermitente e sua prática?

De início, para entendendo melhor a definição prática, o jejum intermitente consiste de duas palavras, sendo que ambas são muito importantes para compreendermos o real significado e, respectivamente, os seus benefícios para os seus praticantes.

A palavra “Jejum” refere-se aos períodos em que você fica de fato sem se alimentar por alguma razão evidente. E a palavra “Intermitente” relaciona-se a algo que não acontece de forma contínua, ou seja, intervalo em que ocorrem interrupções específicas por algum motivo aparente que cessa e recomeça por intervalos.

Por isso, a palavra intermitente se refere a pausas no jejum.

Agora, com esses dois termos, a prática do jejum intermitente é basicamente alternar períodos sem comer com períodos em que você pode comer.

Em outras palavras, para usar um termo comum entre adeptos do jejum intermitente, alternar um período de jejum com uma cerca organização importante sobre a sua própria alimentação.

Portanto, todo o processo de duração de cada um desses períodos varia bastante, dependendo de qual protocolo de jejum intermitente você escolher.

Praticamente o jejum intermitente, distribuem os horários, sendo eles ora responsáveis para o jejum e também a alimentação (muito importante em todo o processo).

Ainda assim, todo o período de alimentação tende a se concentrar em um horário específico (12x4h, 16x8h, 24h, etc), que pode e deve variar de pessoa para pessoa.

Um jejum de 10 a 12h, normalmente, é o intervalo mais “tranquilo” para começar, uma vez que metade do seu tempo de jejum é durante o próprio sono, ou seja, quando você está repousando-se e recarregando todas as suas energias efetivamente.

O que comer durante e após o jejum intermitente?

Para se ter uma ideia, as pessoas que comem em uma programação de jejum intermitente normalmente consomem calorias adicionais ou principais na forma de bebidas de baixa caloria energética, como, por exemplo: o tradicional cafezinho ou um simples chá ao longo do dia (sem adoçante ou açúcar).

Em função disso, após o jejum e durante o tempo de alimentação, recomenda-se reduzir consideravelmente os carboidratos e substituí-los por gorduras saudáveis.

E nesse caso, você pode tranquilamente optar pelo óleo de coco, azeite de oliva, azeitonas, manteiga, ovos, abacate e também nozes. Ainda assim, um dos obstáculos que são considerados como os mais difíceis de superar é quando você começar o primeiro jejum intermitente.

Isso porque o seu corpo terá de ajustar-se a menos refeições e isso não ocorre imediatamente, por isso é importante você ter o acompanhamento de um profissional altamente qualificado e principalmente ir adaptando-se gradativamente, nada de mudanças bruscas.

Quais os benefícios do Jejum Intermitente em nossa Saúde?

São muitos os benefícios oferecidos a quem prática o jejum intermitente, já comprovados e alguns ainda em estudo pela comunidade científica.

Pensando exatamente nisso, nesse artigo especial vamos listar 10 benefícios desta prática para que você que está pensando em começar aos poucos adotar o jejum intermitente em sua rotina.

Na verdade, você teria assim 10 motivos para adotar o jejum intermitente e melhorar consideravelmente a sua qualidade de vida de pelos seguintes fatos:

  1. Auxílio no emagrecimento;
  2. Possível prevenção do câncer;
  3. Promoção da autofagia celular;
  4. Aumento da secreção de HGH;
  5. Prevenção de doenças cardíacas;
  6. Aumento da expectativa de vida;
  7. Aumento da sensibilidade à insulina;
  8. Aumento da Concentração e Foco;
  9. Prevenção de doenças neurodegenerativas;
  10. Combate ao estresse oxidativo e à inflamação;

Em suma, o jejum intermitente é realmente bom para a saúde. E muitos estudos são realizados em relação ao jejum e a disposição e aumento da longevidade de seus praticantes.

E é claro, para você que busca perder alguns quilinhos indesejáveis. Quando você estiver em jejum seu corpo pode queimar a gordura que tem sido inacessíveis durante a ingestão de alimentos.

Nosso corpo entra no estado de jejum de 12 horas após a última refeição. A maioria das pessoas com um ciclo de refeições “normal” nunca são capazes de entrar no modo de “queima de gordura”.

Enfim, esperamos que você tenha gostado do assunto, ressaltando que recentemente, em 2017 o termo “jejum intermitente” foi uma das palavras mais pesquisadas no Google. Mostrando a popularidade desta técnica devido aos seus grandes resultados.